Digital Influencer Fagner Peixoto Foi Surpreendido A Tomar Sua Primeira Dose Da Vacina Contra A COVID 19

O Digital influencer, Fagner Peixoto foi surpreendido a tomar a sua primeira dose da vacina contra a COVID 19, o influenciador fez um desabafo na manhã de hoje (28) com os seus seguidores nos storys do instagram ,relatou que quando terminou de tomar a sua primeira dose da vacina em Oliveira dos brejinhos-BA ,e recebeu um comprovante falso de vacinação, escrito a mão o influenciador ainda relata que a profissional que aplicou a vacina, mandou um áudio para uma pessoa,ele não revelou para quem foi, falando, “ele deve agradecer a Deus por ter tido papel para comprovação que ele tomou a vacina”, após esse áudio o influenciador divulgou nas suas redes sociais, e está correndo atrás dos seus direitos como cidadão.

Foto Reprodução: instagram

A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) divulgou, nesta sexta-feira (27), que a Comissão Intergestores Bipartite (CIB) aprovou a inclusão de adolescentes com idade de 12 a 17 anos, sem comorbidades, na estratégia de vacinação contra Covid-19 na Bahia.

Além disso, foi decidida a antecipação da dose de reforço para grupo prioritários. Inicialmente, o reforço será para idosos de 80 anos ou mais; idosos que vivem em Instituições de Longa Permanência (ILPI); imunossuprimidos; e profissionais de saúde ativos da linha de frente, com idade acima de 60 anos. No decorrer da vacinação, a pasta vai diminuir a idade até chegar em 70 anos.

De acordo com a Sesab, no escalonamento por idade, apenas os municípios que alcançaram a vacinação de pessoas com 18 anos poderão avançar para a faixa etária de 17 a 12 anos sem comorbidades, de forma escalonada. Para este grupo, a vacinação deverá acontecer com o imunizante da Pfizer.

A secretaria esclareceu que a antecipação da dose de reforço para esses grupos prioritários tem o objetivo de conter o avanço da variante Delta, identificada em duas cidades baianas.

De acordo com a decisão da CIB, as doses de reforço devem ser aplicadas com intervalo mínimo de seis meses em relação à última dose, no caso de idosos, pessoas institucionalizadas e profissionais de saúde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.